20 de mai de 2013

Participação no Poesia no Bar


Um dos poemas lidos era velho, outro de improviso e este aqui nem sei se era meu


Se quer um poema novo escreva você!
Por favor não me leve a mal.
Pegue uma folha de papel e
bem no meio manuscreva
as quatro letrinhas de chapéu.

V-O-C-Ê

Perceba, então, que agora quem está
no seu poema não é mais você...
e sim um 

OUTRO

Poema ridículo do outro
Autor desconhecido, talvez seja eu.



Nenhum comentário: