25 de mai de 2013

Dia do Orgulho Nerd

Dia 25 de maio estreava, em 1977, o primeiro filme Star wars com o famoso episódio - A new hope (Uma nova esperança), que deu início à saga de George Lucas. Hoje a data comemora o Dia do Orgulho Nerd. Em 2006, em Madri, foi promovido dos primeiros encontros que juntou mais de 300 nerdezinhos clamando por respeito e espaço. Tudo começou, como não poderia deixar de ser, pela internet. O blogueiro Señor Buebo deu a largada para a celebração agora espalhada pelo planeta. E o objetivo é bem esse: dominar o mundo.

Dr. Cooper e Mr. Spock
Tanto os designativos, como a concepção do que seja um nerd evoluiu significativamente nas últimas décadas. Quando eu era piá em Porto Alegre, a historinha era bem diferente. O maior nerd que havia na escola a turma chamava de xucro. O bullying era diário. Diz que hoje é professor universitário e cientista. Desde os trekkers (fãs de Star trek, Jornada nas Estrelas) aos admiradores de Sheldon Cooper (da já clássica Big bang theory) a coisa vem mudando. Se todos ainda são adoradores de Spock, a postura agora é outra, principalmente em nome de uma vida longa e próspera. 

Passou-se a usar o termo geek e há quem defenda que a diferença é que geeks são nerds que fazem acontecer. Dominando o mundo virtual, o jogo virou e o tão debochado tipo antissocial, concentrado em suas excentricidades neocientíficas ganhou poderes extras no combate contra os vilões que tanto sarro tiraram noutros tempos.
Mas voltando à efeméride, o festivo 25 de maio é reforçado pela homenagem feita a Douglas Adams, autor de O guia do mochileiro das galáxias, alguns dias após sua derradeira viagem rumo à fronteira final. Com transmissão pela rádio BBC de Londres a partir de 1978, a série virou fenômeno mundial, com adaptações televisiva, teatral, literária e cinematográfica. O chamado Dia da Toalha virou rito anual. É referência à icônica utilização da peça que pode resolver muitos problemas, principalmente em aventuras espaciais, conforme citação do autor. Os fãs e leitores comemoram carregando o utensílio de banho o dia todo, na cintura, como capa, turbante ou... na mochila. Como acharem mais conveniente. Não entre em pânico! - é o seu lema.

Há também um ordenamento jurídico para nerds ou frikis, como são chamados na Espanha, derivando de freaks. Lá foi redigido o hilário e provavelmente já datado decálogo de direitos e deveres.


I - Direito a ser mais friki
II - Direito a ficar em casa
III - Direito a não ter parceira e ser virgem
IV- Direito a não gostar de futebol ou esporte
V - Direito à associação friki
VI - Direito a ter poucos amigos (ou nenhum)
VII - Direito a ter todos os amigos frikis que se queira
VIII - Direito a não andar na moda
IX - Direito ao sobrepeso e à miopia
X - Direito a dominar o mundo

Dentre os deveres, não vou citar todos, destacam-se “Não ser friki em tudo. Há que se especializar em algo” e... “Tentar dominar o mundo”

Nenhum comentário: