10 de fev de 2010

Cyberilhos

De blogue em blogue:


"Ô de casa! Tem um texto aí? Um copinho de lirismo pra dar?
Que graças a Deus e a Santa Luzia nada vai lhe faltar."

De tanto circular por ruas novas sempre iguais,
já conhecemos cada pedra, cada ladrilho da via láctea,
negativo das pegadas de luz de só ir em frente,
sem backspace.

3 comentários:

Marta disse...

só nos resta afiar o olhar.
Semrep uma beleza visitá-lo por aqui. abraços

Márcio Ezequiel disse...


Andarilhos
Supercílios
Cyberilhos
Aparelhas
Sobrancelhas
Cyber-orelhas
Andarcílios
Super-Cyber
Cyber trilhos
Sobram orelhas


Valeu, Marta,
backspace sempre!

Rosemberg disse...

Quem fez essa cyberpoesia? vc? Esse é o caminho...não estou so!