2 de mai de 2008

O Gatuno

Entrou pela janela da cozinha. Encontrou restos na lixeira.
Comeu. Foi ao banheiro. Espalhou o papel higiênico pela casa.
Antes de sair, seus olhos brilharam para o canário de peito amarelo, dentro
do qual batia forte um pequeno, mas nada denunciador, coração.

Nenhum comentário: