25 de nov de 2007

Game Over

------------------------------------------>Márcio Ezequiel

O lugar era discreto. Uma tabacaria. Vidro fumê. Só para clientes da casa. As máquinas ficavam na sala dos fundos. Entrou, sentou e jogou. Perdeu, bebeu e jogou. Fumou, jogou e ganhou. Apostou tudo até a última moeda. Mas desta vez não perderia sozinha. A denúncia estava feita e a polícia, quase chegando.

Um comentário:

Anônimo disse...

Oi Márcio, voltei depois de uns dias de férias. Queria notícias tuas. Chegou a foto da feira do livro, estamos lindos, vai para o porta retrato.bj Vera